Telefones: (48) 3434 4741 / 9913 6641

Cocal do Sul – Mutirão “Cidade Limpa” recolhe mais de 300 caminhões de entulho

Esse foi o resultado do Mutirão “Cocal do Sul mais Limpa e longe da Dengue, Zika e Chikungunya” iniciado na última semana e finalizado nesta segunda-feira (17).

O trabalho contou com a união das secretarias de Obras e Serviços Urbanos, Saúde, Educação e Fundação Municipal do Meio Ambiente. “Estamos muito satisfeitos com o resultado. Uma cidade limpa é uma cidade mais leve de se viver. A ação demandou de muito empenho dos funcionários, principalmente por causa do forte calor e quantidade de entulho. Só temos a agradecer a todos os moradores que entenderam que esta iniciativa não finalizou com a limpeza, mas continua com o zelo em manter a cidade limpa e, isso depende principalmente, da conscientização dos moradores. Por esta razão pedimos para que sempre quando necessário descartar, as pessoas contratem uma caixa de entulho”, ressalta o secretário de Obras, Alessandro Carara Antunes.

Durante a ação foram recolhidos vários tipos de materiais e lixos. Quatro caminhonetes menores e quatro frentes de limpeza composta por caminhões e máquinas colaboraram com o serviço.

Conforme o prefeito Ademir Magagnin o objetivo do Governo Municipal é buscar por uma cidade limpa com a responsabilidade de todos. “Não podemos ter mais lixo espalhado e amontoado no município. Por esta razão realizamos o mutirão para que a saúde seja preservada e a cidade mais organizada. Estamos muito felizes com o trabalho das nossas equipes de obras, saúde, educação e Fundac, a consciência dos moradores que se engajaram nesta ação e todos os nossos parceiros envolvidos, como Ecofaq, Dezon Transportes, Tuto Serviço de Terraplanagem e Transportes e Panki Terraplanagem e Transportes. O resultado foi surpreendente e é assim a partir de agora que queremos manter Cocal do Sul. Muito obrigado a todos”, afirmou.

Para a secretária de saúde, Sinara Crippa Milanez as ações de conscientização e limpeza serão sempre fatores importantes para o município e região. “O poder público sozinho não obterá o sucesso desejado. As ações e o engajamento da população são fundamentais. Os focos dos mosquitos estão crescendo assustadoramente e estão concentrados em mais da metade dos municípios de Santa Catarina. Por isso esse esforço coletivo foi mais uma etapa de prevenção e promoção da limpeza para evitar a proliferação do mosquito e animais peçonhentos”, declara.