Telefones: (48) 3434 4741 / 9913 6641

Humanidade

Neste momento, ao som de Alexandra Burke, resolvi escrever estas breves palavras. Não sei o porquê, mas quem o sabe: homem + unidade (humanidade). Cachorros abandonados, cobiça, ciúme, inveja… Onde estará a unidade? Se cada ser é único, porque estamos cada vez mais intolerantes e internéticos? Porque não trocar a religião pelo amor? A dor do outro também é sua… Estamos viciados no celular, sempre “espionando” o outro. Porque cada qual não consegue mais viver a sua própria vida? Há pouco, celebramos o natal, nascimento de Cristo. Todos sabem sua história, nasceu para fazer o bem, milagres, ressuscitou mortos, mas no fim foi traído por um dos seus. O povo gritou: crucifica-o! E que Ele disse na Cruz? Pai, perdoai-os pois não sabem o que fazem… Pois bem, a vida é como uma brisa suave. Logo passará. O lugar onde estão guardados os sonhos mais bonitos é no cemitério de cada cidade. Ali estão sepultados os sonhos daqueles que já partiram. E o que eles diriam a nós se pudessem voltar à vida? Viva, chore, ame, lute, perdoe… Não desista, pois tão certo como a vida é a morte. E lá, na vida pós-morte, não haverá facebook ou instagram. Então, antes de postar “felicidade”, SEJA FELIZ. Antes de compartilhar “ódio”, PERDOE. Antes de “julgar”, CULTIVE O AMOR. Antes de propagar a “mentira”, SEMEIE A VERDADE.